Pages Menu
TwitterRssFacebook
Categories Menu

Semana de Atualização 2010 – Missões de paz no Haiti

Encerrando a “Semana de Atualização”, em 10 Jun, foi realizada a palestra “As Missões de Paz no Haiti e a participação da FAB na assistência humanitária no Haiti”, pelo Cel Med. FAB João Carlos Azeredo.

Passados cinco meses do terremoto que deixou um saldo estimado de 230 mil mortos e 1,5 milhão de desabrigados o Cel. João Carlos  falou sobre a sua experiência na montagem de um hospital de campanha, em praticamente cinco dias, para o atendimento inicial e de emergência das pessoas atingidas pelo terremoto que devastou o país.

A palestra, com muitas fotografias, sendo várias delas não veiculadas pela imprensa do RS, mostrou a dura realidade enfrentada pelos militares brasileiros e todos os que, de uma forma ou de outra, estavam prestando serviço naquele país.

Comentou que, ao chegar para auxiliar a “Missão de Estabilização do Haiti” (Minustah, em inglês) constatou o cheiro de morte no ar, decorrente do elevado número de cadáveres sem sepultamento e escombros que lembravam um bombardeio de cidades durante a II Guerra Mundial.  Um cenário de devastação. O próprio palácio presidencial permanece parcialmente de pé, semi-destruído, assim como a maioria das residências e prédios públicos.

Com o passar do tempo a população haitiana retomou as suas atividades, de forma precária, sem infra-estruturar e saneamento básico. Acrescentou que há muito o que fazer no Haiti, um país que deverá ser reconstruído, frisando que a missão do Brasil deverá ter  um acréscimo de 810 militares, passando dos 2 mil em serviço.

Em sua palestra mostrou a grandeza das ajudas humanitárias, bem como a importância do Brasil e de suas Forças Armadas no trabalho que tem sido feito até o momento, razão pela qual o país adquiriu respeito e prestígio na comunidade internacional.

Encerrou a palestra com a sensação do dever cumprido e que as FF.AA. do Brasil teve, têm e terão um papel importante nesta missão da ONU.