Pages Menu
TwitterRssFacebook
Categories Menu

Agenda 2020 entrega caderno de propostas aos candidatos ao governo do RS

Por Ana Ávila – Sul 21

Os dois candidatos ao governo do Rio Grande do Sul ouviram na tarde do dia 17 de outubro, no Centro de Eventos do Plaza São Rafael, em Porto Alegre, as propostas da Agenda 2020 para sete áreas apontadas como prioritárias para o crescimento do Estado.

Foto: Ramiro Furquim/Sul21

Voluntários dos fóruns temáticos de Gestão Pública, Saúde, Educação, Segurança, Inovação e Tecnologia, Infraestrutura e Agronegócio apresentaram desafios e propostas em cada uma das áreas e em seguida ouviram uma breve análise de cada um dos candidatos. Antes da apresentação, o presidente do conselho superior da Agenda 2020, Humberto César Busnello, falou um pouco sobre o caráter do movimento. Segundo ele, não se trata se uma entidade ou associação, mas de um aglutinador apartidário, propositivo, indutor de um plano de governo. Para Busnello, a Agenda 2020 é um movimento da sociedade gaúcha que, desde 2006, realiza 11 fóruns temáticos organizando propostas para o avanço do Estado.

Sobre o tema Segurança, falou o voluntário Everton Marc, Delegado da ADESG/RS. Fragilidades como a deficiência de recursos, a superlotação do sistema prisional, a desconfiança da sociedade e o crescimento de crimes ligados ao narcotráfico foram apresentadas como questões que influenciam a qualidade de vida da sociedade e precisam de planejamento a longo prazo. As ocorrências ligadas ao narcotráfico, por exemplo, cresceram 255% entre 2006 e 2013, segundo o levantamento. Já os homicídios tiveram um salto de 19,8% de 2002 para 2012. A estratégia apontada pelo movimento defende um plano de prevenção, que fortaleça as estruturas, destine mais recursos financeiros e humanos ao setor, incentive a inteligência policial, amplie o número de vagas no sistema prisional e proponha integração da segurança pública e privada.