Pages Menu
TwitterRssFacebook
Categories Menu

Viagem de estudos do CEPE/13

De 08 a 11 de setembro de 2013, os alunos do 50º Curso de Extensão em Política, Estratégia e Gestão, CEPE-2013, de Porto Alegre, da ADESG-RS, realizaram uma viagem de estudos aos municípios de Rio Grande, Candiota e Santa Maria, que sediam atividades estratégicas para o Brasil. Participaram da viagem, o Delegado da ADESG/RS, Dr. Everton Marc, o Diretor do CEPE, Cel R/1 EB Rogério Petry de Abreu e o representante da Vacaria da ADESG/RS, Emp. Mário Bertoni, além de adesguianos de Caxias do Sul e Vacaria.

Em Rio Grande, pela manhã, visitaram o Estaleiro Rio Grande, situado no Polo Naval de Rio Grande da PETROBRAS inaugurado em outubro de 2010, e que consiste em uma infraestrutura de 430 mil m² para construção e reparos de unidades marítimas (offshore) para a indústria do petróleo, tais como plataformas flutuantes de perfuração, produção e de apoio. Essa estrutura permitiu o aumento da competitividade nas licitações com a entrada de novas empresas, possibilitando redução nos preços e nos prazos dos futuros projetos. Atualmente, ali foi construída a P55, plataforma de produção e armazenamento de petróleo encomendada pela Petrobrás, que é a maior plataforma semissubmersível fabricada no Brasil, que se destina a Bacia de Campos, onde começa a operar em dezembro, ligada a 17 poços.

     

À tarde, no TECON, Terminal Rio Grande S/A, conheceram a estrutura de movimentação de cargas de um terminal de containers. Com um cais de 900 metros, com capacidade operacional simultânea de três navios, e uma área total de 17.000 m2, o TECON é uma empresa que apresenta um desempenho expressivo e em contínuo processo de ampliação. Visitaram o Centro Operacional e o pátio onde estão armazenados os containers, e observaram o carregamento de um navio. Trata-se de um sistema de gestão moderno e uma capacidade operacional dinâmica.

      

Em Candiota, o grupo visitou o complexo termelétrico, que aproveita o potencial carbonífero gaúcho. A Usina Termelétrica Presidente Médici tem capacidade total de geração de 750 MW e é composta de três unidades, sendo que a terceira, inaugurada em 2011, é considerada a mais moderna usina brasileira movida a carvão, com capacidade de gerar 350 MW. A usina faz parte do grupo Eletrobrás CGTEE que fez um contrato com a empresa chinesa Citic Group para o fornecimento de equipamentos da usina e, também, para a transferência de tecnologia e assistência técnica. Os alunos tiveram uma palestra ministradas por engenheiros da CGTEE onde foi detalhado todo o funcionamento da usina. Após, percorreram as instalações da UTE onde viram na prática a qualidade dos equipamentos e a pujança da obra.

      

Em Santa Maria, com a presença do Representante da ADESG, Dr. Roberto Beltrami e Cel R/1 EB Cleber Nonemacher, a comitiva visitou o Centro de Instrução de Blindados – Gen. Walter Pires uma das mais recentes organizações militares criadas no Exército Brasileiro (11 de outubro de 1996), para ser um dos vetores de modernização da Força, previsto no Sistema de Planejamento do Exército e o Núcleo do Centro de Avaliação e Adestramento do Exército. A comitiva foi recebida pelo Gen Gláucio Lucas Alves, Comandante da 6ª Brigada de Infantaria Blindada, e teve uma palestra com o Comandante do Centro, Ten Cel Marcelo Ribeiro sobre o funcionamento e as características da Unidade Militar. Posteriormente visitaram as instalações do aquartelamento, onde puderam ver os simuladores utilizados na instrução de oficiais e sargentos para o emprego dos Carros de Combate Leopard 1A5. Foram apresentados alguns dos projetos e programas que estão sendo desenvolvidos dentro da reestruturação por que passam nossas Forças Armadas, inclusive com a participação da Universidade Federal de Santa Maria.

      

Também tiveram a oportunidade, ao final da manhã, de ter um palestra institucional com o Gen Geraldo Antonio Miotto, Comandante da 3ª Divisão de Exército, com sede em Santa Maria.
Na parte da tarde, visitaram o Núcleo do Centro de Avaliação e Adestramento do Exército, onde foram recebidos pelo Cel Giovany Carrião que em sua palestra disse que um conjunto de 20 prédios abrigará o Centro de Treinamento de Combate Sul, no Bairro Boi Morto em Santa Maria. Acrescentou que nas modernas instalações projetadas para estarem prontas em um prazo de 15 anos, funcionará um dos mais avançados centros de simulação do Exército no Cone Sul. A projeção é de uma economia de R$ 40 milhões por ano só em munição e tanto outra de combustível. Lembrou que nos exercícios táticos e estratégicos, os militares utilizam três tipos de simulação: viva (quando a tropa sai a campo, com deslocamento), virtual (pelos simuladores) e construtiva (que envolve oficiais especializados em estratégia) e que a vinda de viaturas blindadas para Santa Maria tornou a cidade gaúcha a Capital dos Blindados no Brasil. No futuro, Santa Maria caminha para “tornar-se referência mundial” em tecnologia de defesa.
      
O resumo da viagem envolveu a passagem por temas importantes para o país, como desenvolvimento industrial, logística, energia, defesa e tecnologia, pontos de destaque no currículo do curso e dentro da filosofia da Escola Superior de Guerra em pensar o futuro do país.
Como fundo acadêmico, aos alunos foi dada a oportunidade de conhecer o gigantismo dos investimentos, a importância estratégica para o desenvolvimento nacional, o emprego de alta tecnologia e a complexidade na gestão de empreendimentos de porte.
Cabe destacar que a delegação da ADESG/RS foi recebida em todos os locais com hospitalidade e fidalguia, sendo feitos pelos alunos os agradecimentos protocolares, com a entrega de diplomas de agradecimento para todas as autoridades envolvidas.